“Eu senti o chamado”, diz craque da NBA sobre o dia de sua conversão

O armador do Golden State Warriors falou sobre como entregou sua vida a Jesus, quando ainda estava nos tempos de colégio.

O astro da NBA, Stephen Curry contou no episódio mais recente da série ‘Stephen vs The Game’, no Facebook, ele se tornou cristão ainda jovem e que ele escreve um versículo bíblico em seus tênis para sempre lembrar a si mesmo: “por quem eu estou jogando”.

O relato é parte do quinto episódio da série e intitulado simplesmente “Faith” (“Fé”).

O armador do time Golden State Warriors diz que aprendeu cedo na vida que não podia viver somente debaixo da fé de seus pais. Ele se entregou a Jesus quando estava na oitava série do colégio, enquanto ouvia um pastor de jovens chamado Jason.

“Eu senti o chamado, fui até ao altar [e] entreguei minha vida a Cristo. Isso se tornou o começo da minha jornada pessoal”, disse ele. “Eu acho que minha fé se baseia mais no relacionamento pessoal [com Deus] do que em uma certa tradição religiosa, uma prática religiosa”.

É importante, ele disse, “ter certeza de que você está alimentando seu espírito com as coisas certa, contrapondo o que este mundo está despejando sobre nós”. Ele chamou isso de “batalha constante”.

“Isso é muito mais sério, porque tenho três filhos que vão assistir a cada movimento que eu fizer”, disse ele.

Priorizando a fé

O episódio inclui entrevistas com seu pai, Dell, e sua mãe, Sonya. Ela relatou que sempre criou seus filhos, ensinando a importância da leitura bíblica e da busca pelo crescimento pessoal.

“Eu os fazia acordar às seis horas da manhã para fazer a devocional antes da escola, para enfatizar colocar Deus em primeiro lugar – para também treiná-los, ‘Você vai ter um emprego, acordar às seis horas da manhã e fazer as coisas”, disse Sonya.

Os Curry iam à igreja às quartas e aos domingos, o que significava que muitas vezes ele não podia sair com seus amigos à noite, para acompanhar sua família.

“Quando todos os seus outros amigos estão fazendo essas coisas e você tem que dizer não, você se acostuma a dizer não”, disse ela sobre a programação da igreja.

Mas acima de tudo, Curry contou que foi treinado por sua mãe para ser diferente, a fazer a diferença.

“Mamãe me desafiava”, disse ele, “a encontrar um verso [bíblico] no qual eu pudesse confiar e me dar força, me dar um senso de propósito, e lembrar Daquele por quem eu estou jogando toda vez que eu amarrar meus tênis .

Ele escolheu Filipenses 4:13. Seus tênis incluem uma mensagem manuscrita: “Eu posso fazer todas as coisas …”

“Eu tenho feito isso desde então”, disse ele. “Eu não sei em quantos tênis eu já escrevi essa mensagem. Mas isso sempre me lembra do propósito pelo qual eu fui abençoado com esses talentos, de onde eu recebo minha força e por quem estou jogando”.