Idosa de 88 anos cozinha para necessitados: “Para ser uma bênção, precisa se envolver”

Nos últimos 32 anos, Phyllis Harper esteve à frente de um ministério de sua igreja que alimenta diariamente pessoas que estão marginalizadas.

Aos 88 anos, Phyllis Harper dá uma lição sobre o real significado de “servir” ao próximo. Nos últimos 32 anos, ela ajudou a alimentar moradores de rua e pessoas marginalizadas de Rapid City, uma cidade em Dakota do Sul, nos EUA.

A idosa estava à frente da Missão de Resgate Cornerstone, vinculada à igreja Bethel, fundada por seus pais há 70 anos. Em agosto, ela decidiu se aposentar da liderança do ministério, mas continua ajudando a fornecer refeições para pessoas necessitadas.

Por mais de três décadas, Phyllis raramente perdeu o compromisso de ligar para os voluntários, coordenar as doações de alimentos e liderar a equipe que prepara e serve a refeição.

“Fui abençoada por quase nunca estar doente”, disse Phyllis à AG News. Uma de suas poucas ausências ocorreu quando seu marido, Jack Harper, passou por uma cirurgia devido ao câncer. Ele morreu em 2002.

“Há um senso de comprometimento na idade de Phyllis que você não vê mais”, afirma Deb Berg, coordenadora voluntária da Cornerstone.

O trabalho é grande: a equipe da Bethel diariamente prepara lanches, saladas, legumes e sobremesas. “Temos uma média de 150 pessoas na fila todos os dias”, disse Berg. “São milhares de pessoas que Phyllis ajudou a experimentar o amor de Deus”.

Phyllis quer passar mais tempo sua família, mas não pretende parar de servir. Ela frequenta as reuniões de oração das mulheres e os estudos bíblicos, visita os membros da igreja que estão com problemas de saúde e assa seus brownies para a Cornerstone a cada dois meses.

“Se você quer ser uma bênção e ser abençoado, precisa se envolver”, destaca Phyllis.

Ela pensou em se aposentar um ano atrás, mas não conseguiu encontrar uma substituta. “As famílias estão tão ocupados hoje em dia, e mais mulheres trabalham”, observa. Então Angie Langstaff concordou em liderar a equipe da Cornerstone.

Langstaff, de 40 anos, uma mãe e terapeuta de radiação em tempo integral, queria encontrar uma maneira de sua família ministrar junta. Agora todos ajudam: o marido Shawn e as filhas Hadli, 17, Gracee, 16 e Marcela, 5.

Langstaff afirma que a fidelidade de Phyllis é inspiradora. “As mulheres da idade dela oferecem muita sabedoria ao orientar mulheres mais jovens”, disse. “Phyllis é uma pessoa quieta, mas quando ela fala, vale a pena ouvir”.

O pastor Gerad Strong diz que Phyllis é um lembrete da perspectiva correta sobre a vida. “Toda vez que a vejo, pergunto: ‘Como você está?’ Independentemente de suas circunstâncias no momento, sua resposta é simplesmente: ‘Estou bem e abençoada!'”, ele conta.