“Meu lar foi protegido pela mão de Deus”, diz cristã que viu casa intacta no Iraque

Myriam, que pediu oração pelas crianças refugiadas, ficou conhecida em vídeo ao perdoar o Estado Islâmico.

Entrevistada pelo programa “Sequela da Esperança”, da emissora cristã SAT-7, que dá voz aos refugiados, Myriam é uma adolescente iraquiana que se tornou conhecida na internet quando perdoou militantes do Estado Islâmico.

Ela estava com 9 anos, quando sua declaração feita à emissora viralizou. Os terroristas haviam expulsado sua família e milhares de cristãos de suas casas no Iraque.

Em entrevista recente, a menina que hoje está com 13 anos acaba de lançar um apelo aos cristãos para continuar a orar e levar esperança às crianças refugiadas. O apelo de Myriam foi feito para o Dia Mundial do Refugiado, que será lembrado em 20 de junho.

Refugiada do Iraque, “berço do cristianismo”, a adolescente conquistou milhões de pessoas na TV e na mídia social com uma mensagem de esperança e perdão. “Por favor, por favor, não se esqueça das crianças refugiadas do mundo”, implorou.

De volta ao seu país, Myriam diz que o lar de sua família foi “protegido pela mão de Deus”. O ISIS destruiu grande parte de sua cidade natal, mas a casa de Myriam permaneceu de pé.

“Minha mãe me disse: ‘Deus está sempre com você. Se você se sentir sozinho, vá falar com Deus'”, diz Myriam no “Sequela da Esperança”, filmado em abril. “Jesus é meu amigo, meu irmão, meu tudo”, afirmou.

Reconstrução

“Eu sei o que é pensar que você nunca mais verá sua casa ou seus amigos”, disse Myriam, cuja família está agora em casa e tentando reconstruir suas vidas.

“As pessoas esquecem rapidamente, mas como cristãos devemos lembrar em nossas orações e em nossa compaixão todas as crianças ao redor do mundo que estão sofrendo por causa da guerra e muitas vezes porque são cristãos”, disse.

Myriam tinha apenas nove anos quando a emissora cristã SAT-7 a entrevistou em um campo de refugiados no Curdistão, norte do Iraque. Sua família fugiu para lá pouco antes do Natal de 2014, quando o Estado Islâmico (EI) varreu o país, aterrorizando a população cristã.

“Eu só peço a Deus para perdoá-los”, disse Myriam na época, acrescentando que perdoou os próprios combatentes do Estado Islâmico. Depois, ela cantou uma canção de adoração.

O vídeo de Myriam perdoando o EI se tornou viral, atingindo milhões de telespectadores em todo o mundo – com repórteres perguntando como ela poderia perdoar os terroristas. Myriam disse que encontrou conforto e força ao assistir programas cristãos no acampamento, que a ajudaram a crescer em sua fé e perdoar o grupo terrorista.

Em seus momentos mais tristes, saber que os fiéis de todo o mundo estavam orando por ela e por outros cristãos iraquianos – conseguindo assistir aos programas infantis do SAT-7 – Myriam conta que manteve viva sua esperança.

Dia Mundial dos Refugiados

Com mais de 50 milhões de pessoas em todo o mundo desenraizadas de suas casas pela violência e conflitos – incluindo cerca de 31 milhões de crianças – o Dia Mundial dos Refugiados destaca sua “força, coragem e resiliência”, diz a agência de refugiados da ONU.

Segundo o UNICEF, o fundo das Nações Unidas para as crianças, 17 milhões de crianças – como Myriam – foram deslocadas por conflitos dentro de seu próprio país em 2017, e 13 milhões de crianças foram forçadas a fugir para outros países em busca de refúgio.

O SAT-7 transmite programas cristãos para lares em todo o Oriente Médio e Norte da África nos canais árabe, farsi e turco, encorajando os fiéis, chamando a atenção para o sofrimento dos cristãos e compartilhando o evangelho com pessoas de origem não cristã que são curiosas sobre o cristianismo.

“A história de Myriam conquistou milhões de corações”, disse a CEO da emissora, Rita El-Mounayer, que cresceu no Líbano devastado pela guerra e, assim como Myriam, encontrou um refúgio da guerra assistindo à TV.

“Se quisermos mudar o Oriente Médio, devemos nos concentrar nas crianças. Elas têm toda essa dor, todo esse quebrantamento, mas Deus está usando o SAT-7 para trazer uma mensagem de reconciliação e paz”, acredita.

Por causa de suas próprias experiências quando criança, Rita ajudou a lançar o canal pioneiro SAT-7 KIDS para incentivar as crianças a confiar em Deus em meio ao tumulto e a viver sua fé através de atos de bondade e perdão.

Com programas em árabe, farsi e turco, o SAT-7 alcança um vasto público em potencial em todo o Oriente Médio e Norte da África, transmitindo as “boas novas” para países como Irã e Turquia, lar de milhões de pessoas que nunca ouviram o evangelho.